LÉtape Brasil by Le Tour de France terá dois tipos de percurso

LÉtape Brasil by Le Tour de France terá dois tipos de percurso

Percurso formado por estradas de pavimento perfeito em meio à paisagem das Serras do Mar, da Bocaina, da Mantiqueira e da Quebra-Cangalha, região estrategicamente localizada próxima às divisas dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
17/9/2016

Tour de France 
O Tour de France é a mais tradicional prova do ciclismo de estrada mundial, assim como o maior evento esportivo anual do mundo. Criado em 1903, o Tour de France reúne a nata do ciclismo: somente os melhores do mundo podem percorrer os 3.600 km da competição. É um evento de 22 dias (sendo apenas 2 dias de descanso para os atletas) que acontece sempre ao longo mês de julho. O Tour é composto por 20 etapas de trajetos diferentes, que passam pela França e por países vizinhos. 

O que é o LÉtape du Tour? 
O LÉtape du Tour, criado em 1993, oferece a atletas amadores e amantes do ciclismo a oportunidade de participar de um evento com o espírito do Tour de France. Oferecendo sensações muito próximas do que é vivido no ambiente profissional, logo começou a atrair ciclistas do mundo todo que viajavam até a França em busca desta experiência.
Hoje em dia, aproximadamente 13 mil ciclistas de mais de 50 países costumam se reunir para o LÉtape du Tour. Cada prova traz a esses atletas a oportunidade de pedalar em um trajeto diferente, descobrir novas regiões e combinar um desafio desportivo com o turismo em um dos mais belos países da Europa.

LÉtape Brasil by Le Tour de France
O cenário brasileiro, com números referentes à mobilidade urbana e a aderência massiva ao ciclismo, logo despertou o interesse dos franceses em trazer esse modelo de evento.
O LÉtape Brasil já terminou sua primeira edição como o maior evento de ciclismo amador da América Latina, e agora se prepara para se consolidar ainda mais em 2016. No dia 18 de setembro a cidade de Cunha, em São Paulo, receberá novamente os ciclistas do Brasil e do mundo para que possam vivenciar mais uma vez essa experiência marcante e participar deste grande evento.

Por toda a sua grandiosidade, o Tour de France tornou-se um objeto de desejo de muitos atletas e espectadores. A cada ano a competição leva mais de 12 milhões de pessoas às ruas para torcer e animar os atletas ao longo das estradas.

Este ano os participantes da prova poderão escolher entre as seguintes opções de percurso:

Percurso Completo
São 112 km com 2.870 metros de altimetria acumulada. Os ciclistas largarão em Cunha (SP), com 890 metros de altitude, em direção à divisa com o Rio de Janeiro (1.529 m). A primeira parte, com 28 km, é formada praticamente por subidas. Após voltar à cidade, os ciclistas irão em direção ao distrito de Campos Novos e voltarão rumo à chegada na Praça da Matriz, no centro de Cunha.

Confira as principais subidas:

1ª - Subida da saída de Cunha: 3,9km a 5,07% de inclinação média; 
2ª - Subida base da Pedra da Macella: é um dos grandes desafios da competição. São 4,4km com 7,34% de inclinação média, muito semelhante às montanhas da França; 
3ª - Subida da Divisa: a parte mais forte da prova. São 3,94km e 471m de ascensão com cerca de 11,95% de inclinação. Essa parte da prova é similar às montanhas do Giro dItalia e da Vuelta a España; 
4ª - Subida do retorno para Cunha: o trajeto é praticamente de descidas, tendo uma única subida, que é curta e intensa: são 2km com 7,75% de inclinação média, mas com um pico rápido de 18%; 
5ª - Subida da vista das 4 Serras: com 3,9km e inclinação média de 6,33%; 
6ª - Subida do retorno de Campos Novos: com 1,4km a 6,93% de inclinação média e máxima de 14%.
7ª - Subida final: 1 km de subida a 6,2% de inclinação média.

Meio Percurso

Pela primeira vez o participante inscrito no LÉtape Brasil by Le Tour de France poderá optar por pedalar na modalidade de Meio Percurso, com 54 km e 1.630 metros de ascenção. A largada também acontece próximo ao portal de entrada de Cunha, vai até a divisa entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro e volta em direção à chegada na Praça da Matriz, no centro da cidade.

Confira as principais subidas:

1ª - Subida da saída de Cunha: 3,9km a 5,07% de inclinação média; 
2ª - Subida base da Pedra da Macella: é um dos grandes desafios da competição. São 4,4km com 7,34% de inclinação média, muito semelhante às montanhas da França; 
3ª - Subida da Divisa: a parte mais forte da prova. São 3,94km e 471m de ascensão com cerca de 11,95% de inclinação. Essa parte da prova é similar às montanhas do Giro dItalia e da Vuelta a España; 
4ª - Subida do retorno para Cunha: o trajeto é praticamente de descidas, tendo uma única subida, que é curta e intensa: são 2km com 7,75% de inclinação média, mas com um pico rápido de 18%; 

A equipe Esporte Mundo deseja boa sorte aos atletas e aos organizadores deste belíssimo e consagrado evento!

Na foto desta matéria, temos o conhecido atleta Marcelo Zaninotto, que participará da prova e já contamos a sua história em uma das entrevista da nossa revista.

Boa sorte e boa prova!


Outros destaques
Blog Image

SET

27

Blog Image

SET

02

Blog Image

AGO

01

Blog Image

JUL

31

Blog Image

JUN

30

Blog Image

MAI

28

Blog Image

ABR

17

Blog Image

MAR

25

Blog Image

FEV

25

Blog Image

JAN

27

Blog Image

JAN

14

Blog Image

DEZ

26

O sucesso é continuar de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo

Winston Churchill

Junte-se a nós!

Atletas

45.000

Assessorias

4.800

Facebook

9.585

Instagram

18.547

O Esporte é a nossa essência. E isso exige uma mistura de habilidades entre atletas, assessorias, entidades e empresas do segmento. Gostaríamos que você fizesse parte deste grandioso projeto. Participe e divulgue esta iniciativa!